Como validar os documentos para tirar cidadania italiana?

Uma vez que você tenha reunido todos os documentos para tirar a cidadania italiana, você precisará seguir mais alguns passos para conseguir sua dupla cidadania.

Assim, para validar os documentos de forma adequada é preciso compreender os passos que vamos passar a você aqui neste artigo. 

Por isso, fique atento às dicas e, caso surja qualquer dúvida, estamos à sua disposição por meio da nossa assessoria cidadania italiana.

Tenham todos uma excelente leitura!

Quais são os documentos para tirar cidadania italiana?

Antes de mais nada, queremos te lembrar que fizemos um guia completo sobre os documentos para cidadania italiana.

No entanto, para refrescar sua memória, iremos passar um resumo daquilo que você deve ter em mãos para prosseguir com os outros passos da validação dos documentos.

Em primeiro lugar, é importante, após ter feito sua árvore genealógica de maneira minuciosa, localizar seu antenato italiano.

Assim, você poderá conseguir a certidão de nascimento (ou de batismo, se for antes de 1871) e dar início à juntada da documentação dos demais membros da família até chegar em você.

Caso você tenha alguma dificuldade para localizar esse documento, nós da Docitaly podemos te ajudar. Clique aqui e saiba mais sobre a pesquisa de certidão italiana!

Os outros documentos que você irá precisar para tirar a cidadania italiana são:

  • Certidão de casamento
  • Certidão de negativa de naturalização (no caso do antenato italiano)
  • Comprovante de óbito
  • Antecedentes criminais (no seu caso – requerente).

Ok, tendo esses documentos em mãos (a maioria deles você consegue emitir em cartório), você pode prosseguir com os passos seguintes.

Vamos lá!

Tradução juramentada

É claro que a maioria dos documentos que você conseguir estarão em português.

Afinal, sem contar o seu antenato italiano, todos seus outros familiares da linhagem provavelmente são brasileiros.

Assim sendo, você precisará recorrer a um serviço de tradução juramentada para validar todos esses documentos.

Ou seja, todos os documentos civis brasileiros para o idioma Italiano.

E vale ressaltar que nem todas as traduções são válidas. É preciso tomar com isso, pois um pequeno deslize aqui pode dificultar e burocratizar o processo de obtenção da dupla cidadania.

Somente a tradução juramentada (pública) é reconhecida oficialmente por instituições e órgãos públicos diversos no Brasil e tem validade como documento oficial ou legal. Segundo o Decreto N° 13.609 (de 21 de outubro de 1943, capítulo III, artigo 18).

Ao invés de procurar, através de uma lista emitida no site do consulado italiano no Brasil, você pode contar com os serviços da Docitaly de tradução juramentada.

Todos os nossos tradutores estão devidamente registrados na junta comercial de São Paulo, o que certifica a eficácia perante o processo de cidadania italiana.

Prezamos por um preço justo a cada folha traduzida e por um prazo de entrega o mais dinâmico possível.

Mas fazer a tradução não é o único passo para validar seus documentos para tirar a cidadania italiana.

É preciso realizar o Apostilamento de Haia. Você sabe o que é isso? 

Fique tranquilo que iremos explicar tudo o que você precisa saber no próximo tópico…

Apostilamento de Haia

Uma vez que você realizou a tradução de todos os documentos necessários para tirar a cidadania italiana, é preciso recorrer ao apostilamento de Haia.

O apostilamento de Haia nada mais é que uma forma dos seus documentos públicos nacionais serem reconhecidos em um país estrangeiro.

Ele possui esse nome por conta da Convenção que aconteceu na cidade de Haia, na Holanda, cujo intuito foi harmonizar, simplificar e desburocratizar os trâmites necessários para o reconhecimento desses documentos nos países em que foi emitido.

Hoje em dia, 115 países fazem parte da chamada Convenção de Haia, inclusive todos os países da União Europeia. 

Ou seja, sem o Apostilamento de Haia, os documentos para obtenção da sua dupla cidadania certamente serão postos em cheque, pois a confiabilidade deles não é certa.

Por isso, sobretudo se você estiver em meio a um processo de cidadania italiana pela via judicial, todos os documentos emitidos em cartório de registro civil e tabeliães (notários) devem receber o Apostilamento de Haia.

Aqui na Docitaly, para facilitar seu processo de validação dos documentos para tirar cidadania italiana, nós oferecemos o serviço de Apostilamento de Haia.

No entanto, nós somente aceitamos para Apostilamento de Haia os pedidos de certidões em formato de Inteiro Teor.

De fato, esse processo pode demorar até 2 meses, mas em alguns casos o apostilamento de Haia é bem rápido.

Conclusão

Agora ficou fácil para você entender como validar os documentos para tirar a cidadania italiana.

Afinal, você sabe quais são os documentos em si que você precisa juntar em um primeiro momento.

Na sequência, é necessário buscar um tradutor juramentado a fim de passar os conteúdos dos documentos civis brasileiros para o idioma Italiano.

Nesse sentido, não esqueça de reconhecer a firma do tradutor juramentado após a realização do trabalho.

Após ter todos esses documentos devidamente traduzidos, você deve buscar o serviço de Apostilamento de Haia junto a um cartório ou contratar uma empresa especializada (como a Docitaly) que fará todo o processo de forma prática e eficaz para você!

Caso tenha qualquer dúvida sobre o processo para tirar a cidadania italiana, estamos às ordens para te auxiliar por meio da nossa assessoria cidadania italiana.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *